"As declarações contidas neste blog possuem caráter informativo. Consulte um profissional para uma alimentação individualizada e exercícios físicos adequados. Todos os comentários deste blog são respondidos no próprio blog e apenas a postagem mais recentes podem receber comentários. Sejam bem vindos, obrigada pelo carinho e voltem sempre"!

terça-feira, 10 de setembro de 2013

10 de setembro: Dia do gordo

10 de setembro, dia do gordo. Eu já fui gorda; muito gorda, e não tinha nada o que comemorar no auge dos meus 115kg. AVC, pré-diabetes, dores na coluna, falta de ar e auto estima derrotada. Foi preciso ficar doente e ter noção da brevidade dos meus dias para aprender que, cuidar da boa forma não é somente uma questão estética, mas um ato de coragem, amor próprio e preservação da saúde. Hoje, com 78kg em 1,76m, não sinto nem um pouco de saudade dos apelidos "carinhosos", do olhar "penoso" das pessoas e da apatia pela vida que tomava conta de mim. Uma transformação que aconteceu de dentro para fora. 2 anos que mudaram minha vida para sempre. Conscientização e responsabilidade. Não bebo, não fumo e não como "porcarias" porque tenho convicção de que, mesmo sem ter certeza do quanto durará minha vida, não serei eu a contribuir para abreviá-la. Tem sempre um "impotente" que te critica, te chama de fresca e tenta corromper teus bons hábitos; mas a lição aprendida supera qualquer inclinação ao deslize. Engraçado como os mesmos olhos que me depreciavam quando eu estava obesa, são os mesmos que criticam minha nova postura diante da vida. Não apenas em relação ao meu corpo, mas à todas as decisões que tomei nos últimos 2 anos. Como ninguém agrada a todos, prefiro agradar a mim mesma, sempre! Meu corpo é onde minha alma repousa, portanto, nada melhor que abrigá-la em um corpo são. Então, comemoremos no próximo dia 11 de outubro o dia nacional de combate à obesidade. Este sim, merece todos os aplausos. No Brasil, os números atuais mostram que a obesidade já é um problema de saúde pública. O excesso de peso acomete 40% da população brasileira, aumentando o risco de doenças como pressão alta, diabetes, colesterol alterado entre outras. A prevenção contra a obesidade passa pela conscientização da importância da atividade física e da alimentação saudável. O estilo de vida sedentário, as refeições com poucos vegetais e frutas, além do excesso de alimentos com fritura e açúcar se refletem no aumento de pessoas obesas, em todas as faixas etárias. Hoje, o índice de crianças brasileiras com sobrepeso já chega a 15%. Portanto, obesidade não é piada. Obesidade é doença. Ser "gordinho" não é defeito, mas ser relapso com a própria saúde é padecer de um grande mal.