"As declarações contidas neste blog possuem caráter informativo. Consulte um profissional para uma alimentação individualizada e exercícios físicos adequados. Todos os comentários deste blog são respondidos no próprio blog e apenas a postagem mais recentes podem receber comentários. Sejam bem vindos, obrigada pelo carinho e voltem sempre"!

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Primeiras evoluções: caminhadas, treinos e R.A



A partir de hoje postarei minhas evoluções até o atual momento. Já consegui perder 32Kg até a data de hoje dia 14/09/2012. Fui liberada pelo médico para me exercitar na academia quando cheguei a 105Kg, mas como ainda não dispunha de tempo para frequentar a academia, continuei fazendo a R.A e as caminhadas. Neste mesmo período consegui reduzir meu índice glicêmico (antes 138mg/dl estágio de pré-diabetes) para 89mg/gl (padrão normal). Cheguei a 100Kg, mas a correria do dia a dia, a ansiedade e outros fatores, fizeram com que eu caísse na armadilha do efeito sanfona. Relaxei as caminhadas e a alimentação e engordei 6Kg novamente. Fiquei com 106Kg e foi quando vi que se eu não me cuidasse logo, recuperaria tudo o que tinha perdido até ali. Dei um jeitinho e encontrei um tempo para frequentar a academia. Daí pra frente minha vida melhorou em 1000%.

Minha primeira evolução 6 meses depois das atividades físicas e R.A. Alguns deslizes pelo caminho, mas consegui recuperar minha força de vontade e voltei mais determinada.

Quando eu comecei a frequantar a academia (dia 30/04/2012) estava decidida a me superar no máximo dos máximos. Comecei frequentando os treinos às 6:00 da manhã. Aulas de jump, step, local, esteira, elípitico e minha série de musculação. Fazia um pouco de tudo, mesmo não conseguindo fazer todas as aulas até o final por causa do cansaço. Sempre fui até o meu limite. Passava boa parte da manhã por lá e me alimentava super bem. Comendo 6x por dia, pequenas porções de 3 em 3 horas. Na época em que comecei a caminhar e fazer R.A eu ainda fazia a algumas exceções: comia arroz branco, farinha, leite integral em pó, muito queijo, refrigerantes, agumas frituras e carne vermelha. Comia de tudo um pouco em pequenas porções, afinal não nos livramos de um hábito e nem adquirimos novos da noite para o dia.  Depois que comecei a treinar, fiz uma mudança radical no cardápio. Cortei a farinha amarela (d'água) de vez, eliminei os carboidratos do mal e substitui por integrais, leite, manteiga e derivados apenas light ou desnatados, aumentei o consumo de saladas, verduras e frutas e decidi comer carne vermelha apenas 1x por semana. Vou contar um segredo sobre meu consumo d ecarne vermelha. Tem um churrasquinho (de gato) delicioso aqui perto da minha casa. Eu era frequentadora assídua, mais peo sabor da carne do que pelas guarnições. Eu não tirei a minha ida até lá da minha rotina, apenas diminuí. Continuo frequentando o local 1x por semana e peço sempre o meu churrasquinho, normalmente nas sextas após o treino. A diferença está que, em vez de comer todas as guarnições (arroz, farofa, purê de batatas e vatapá) eu como apenas a carne com muita salada, afinal, eu gosto mesmo é do sabor da carne e este hábito nunca alterou em nada em minhas evoluções.

 
Minha 2ª evolução. Início dos treinos associados à R.A. Menos 7kg no final do 1º mês.





















































































O primeiro mês de treinos foi o mais espetacular! Conseguir perder quase 8Kg como era de se esperar. A personal que me avaliou disse que se eu fosse disciplinada nos treinos e continuasse comendo direitinho, era esperado que eu perdesse bastante logo no ínicio, mas que a partir do segundo mês este percentual de perda mudaria. Na verdade, temos que ter jogo de cintura para variar a alimentação e os treinos para que o organismo não se acostume e pare de queimar. Tomar bastante água, chás, massagens caseiras com alguns creminhos anti-celulite e treinos de musculação do tipo circuito (revesamento de aparelhos+corridas na esteira ou pedaladas no elíptico) ajudam muito a queimar as gorduras e a desintoxicar o organismo. Na verdade, não é apenas a alimentação, mas ela é considerada 70% de parte do sucesso no processo de emagrecimento. Os outros 30% é suor. Durante quase 6 meses de treinos, com exceção dos sábados e domingos que descanso, só faltei apenas 1 dia na academia porque fui assaltada e fiquei um pouco abalada. Faça chuva ou faça sol, esteja eu alegre ou triste, a menos que eu esteja doente ou aconteça algo grave, não falto por nada.

Beijos a todos e amanhã tem mais.

Assinem meu perfil no Facebook AQUI  e fiquem por dentro do meu dia a dia.

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Como engordei e eliminei quase 40Kg - Parte 4 (Retornando à academia)

"Só se pode alcançar um grande êxito quando nos mantemos fiéis a nós mesmos" 
Friedrich Nietzsche
 

30/04/2012 
Este sim foi um dos dias mais especiais da minha história de luta contra a obesidade: o dia em que eu definitivamente voltei para a academia. O dia em que eu tive certeza absoluta que dali pra frente todos os meus resultados seriam muito mais satisfatórios. Escolhi uma das melhores, mais bem equipadas e bem conceituadas academias de minha cidade. Uma academia que oferece aulas aeróbicas em todos os horários. Uma academia que não tivesse só aparelhos, professores e uma boa estrutura; escolhi uma academia que me proporcionasse bem estar físico e emocional. Confesso que eu estava temerosa de frequentar uma academia cheia de garotos preconceituosos e meninas super saradas que ficam medindo você da cabeça aos pés. Estar com sua auto estima em baixa tem disso. Você sempre acha que as conversas ruins giram em torno da sua pessoa. Você delira. Tem a impressão de que estão cochichando o tempo inteiro sobre você, então, por isso, pedi a Deus que me orientasse e me ajudasse escolher um local agradável, pois seria onde eu passaria uma boa parte do meu dia. Eu não podia deixar que fatores como estes influenciassem em meu desempenho, provocando em mim sensações de incapacidade. O médico havia me indicado uma excelente academia perto da minha casa, inclusive, muito bem conceituada no mercado fitness, mas acabei tendo um desentendimento logo na recepção e não aprovei o atendimento, portanto, desisti e no mesmo dia fui em busca de outra. Sei que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, e o meu REI provou seu cuidado comigo e me guiou até à academia que frequento hoje há quase 6 meses sem interrupções. Um local agradável e com pessoas do bem. Desde a recepção, zeladores, alunos, personais ... realmente, eles tem uma equipe e uma estrutura incríveis! Toda climatizada, o que evita ficar o tempo inteiro melecada. Abre sábado, domingo e feriados. Das 05:00 da manhã até às 23:00 hs. Excelente programação para quem estava com muita vontade de perder peso gordo e ganhar algum contorno com massa muscular. Não foi muito difícil fazer bons amigos por lá e receber muito incentivo. Tanto que, hoje sou apontada por todos como um grande exemplo de força e determinação. Eu amo aquele lugar. Não saio de lá por nada. Fiz minha avaliação física dia 27/04/2012 uma sexta-feira. Estava pesando 104Kg e tirei o final de semana inteiro para comer tudo o que eu merecia. Fui a dois restaurantes maravilhosos com meu marido e mandei ver. O exagero foi tão grande que, na segunda, dia 30/04/2012 eu estava pesando 106Kg. E foi neste dia que tomei fôlego, acordei às 05:00 da manhã e fui à luta. Encarei uma aula de JUMP super intensa, fiz minha série de musculação, esteira e abdominais. Voltei para casa com a sensação de dever cumprido e e sentindo bem mais leve. Parecia que eu já tinha perdido algum peso. Continuei ... continuei ... e continuei. De segunda a sexta é sagrado. Sábado e domingo é meu descanso e não abro exceções alimentares nestes dias, pois são justamente os dias em que não me exercito, portanto, nada de escorregadas. Aliás, depois que entrei na academia, nunca mais cometi deslizes que prejudicassem meu rendimento. É claro que vez ou outra a gente come uma coisinha fora dos padrões super saudáveis, o SUSHI é uma das minhas maiores excessões, mas há quase seis meses na academia e eu estou sempre emagrecendo. Nunca aumentei sequer um grama. Eu não consigo me "matar" de fazer exercícios e depois me entupir de porcaria. Como de tudo. Fiz algumas substituições. Não como açucar desde os meus 17 anos quando tive meu primeiro filho e fiz minha primeira dieta. Não tenho problema com doces. Biscoitos, arroz, macarrão e outros,  somente integrais. Cortei frituras, refrigerantes (uma latinha zero de vez em quando porque não sou de ferro). Minhas tentações são massas, sushi e carne vermelha, mas até esta, só entra em meu cardápio 1 vez por semana e assada na brasa. Diariamente como frango e peixe e 1 vez por mês como camarão. Adoro frutos do mar. Enfim ... tem muita coisa para compartilhar com vocês e na próxima postagem vou mostrar para vocês minha evolução do primeiro mês de academia e comprar as fotos do início das caminhadas e do início dos treinos na academia.

Esta é a foto que tirei em meu primeiro dia na academia

Retorno à academia em 30/04/2012 pesando 106Kg

Assinem meu perfil no Facebook AQUI  e acompanhem meu dia a dia. Dicas sobre moda, beleza, culinária light, atividades físicas, filmes, livros, pensamentos, crônicas e etc ...

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Como engordei e eliminei quase 40Kg - Parte 4 (Caminhadas e Reeducação Alimentar)

"É parte da cura o desejo de ser curado"

- Sêneca -


22/10/2011 o marco inicial da minha nova vida. Era um domingo, só para quebrar a regra de que todas as dietas começam nas segundas-feiras. Eu não consegui esperar. Precisava colocar meus novos hábitos de vida em prática logo e nada como um belo domingo de sol para caminhar ao ar livre. Acordei às 5:40 da manhã, olhei-me no espelho e pela primeira vez não me reconheci. Quem era aquela moça rechonchuda? Seria mesmo eu? Em pensar que um dia já participei de concursos de dança, era super assediada pelos rapazes, tive dois filhos e mesmo assim consegui recuperar minha forma depois dos partos. Eu sempre pareci mais jovem e sempre me mantive com um corpo bonito e saudável. O tipo cintura fina, pernas grossas e bumbum arrumadinho. 74Kg em 1.76m de altura. Magra até demais! É ... eu sempre chamava a atenção e continuava chamando, mas agora pelo excesso de peso. Naquele momento de frente para o espelho eu quis desanimar - Ah! que se dane. Perder 40Kg sem cirurgias ou remédios é mais difícil que passar em concurso público para Auditor Fiscal da Receita Federal. - pensei. Mas meu Grandão que nunca tinha se pronunciado em nada sobre meu excesso de peso virou na cama para me olhar e me disse como se lesse meus pensamentos "se você não der o primeiro passo não vai conseguir mesmo. Esta é uma das coisas na sua vida que ninguém poderá fazer por você. Apenas você". Não tive como recuar diante de um incentivo destes. Eu fui ... fui e nunca mais me permiti voltar.

Em 2008 quando eu pesava 74Kg e frequentava a academia. A partir de 2009 larguei os treinos, entrei na faculdade e intensifiquei o consumo de fast foods, bebidas alcóolicas e cigarros. O resultado foi 41Kg a mais depois de 3 anos. Em 2011 já com 115Kg e doente física e psicologicamente.
No início as caminhadas eram desafiadoras. 15 minutos eram o suficiente para me deixar com as pernas doendo a ponto de não mais conseguir continuar. E a falta de ar nem se fala. Foi uma guerra nos primeiros dias, mas eu consegui ir aumentando o tempo e a velocidade aos poucos. Caminhei 5 vezes por semana durante 6 meses e consegui eliminar apenas 9Kg. Não que eu não tenha eliminado mais peso, mas porque eu sempre dava umas escapadinhas na minha Reeducação Alimentar. O médico sugeriu que mudasse os hábitos alimentares aos poucos e foi o que fiz, mas às vezes não resistia às tentações. Normal estas falhas para todos que travam esta guerra. Eu precisa pesar 105Kg para ser liberada para frequentar a academia. Eu andava um pouco desestimulada, pois emagrecer apenas com as caminhadas é demorado e quase não notamos novos contornos no corpo. Eu costumo dizer que 2Kg perdidos apenas com caminhadas e diferente de 2Kg perdidos com aeróbicos e musculação. Com esta combinação além de perder peso, ganhamos curvas muito mais salientes. Os resultados são muito mais visíveis. Como eu frequentava a academia antes de ficar obesa, eu sabia bem que os resultados seriam mais rápidos e mais perceptíveis. Chorei no consultório e o médico me liberou para atividades moderadas na academia. Saí de lá super feliz. De qualquer forma, perder 9Kg em 6 meses não deixou de ser um grande progresso. Se eu não tivesse recomeçado em todas as vezes que falhei na R.A eu estaria com 115Kg ou até mais. Eu sabia onde eu queria chegar. Eu precisava da licença médica para frequentar a academia e consegui. E foi aí que começou o segundo grande marco em minha nova vida: 30/04/2012 o dia em que eu voltei definitivamente para a academia. Na próxima postagem eu conto.


Deixo para vocês uma das músicas que eu escutava bastante durante as caminhadas. "Conquistando o impossível da Jamily.  Nestas horas é bom procurarmos nos inspirar em algo ou alguém que nos transmita além de motivação, esperança. Todos somos capazes de atingir um objetivo por mais desafiador que ele seja. Até mesmo as pessoas especiais com limitações físicas e psicológicas conseguem se destacar em alguma coisa quando se determinam a isto. Fuja de pessoas e coisas que possam te desestimular. Costumo dizer que sempre haverá pessoas determinadas a te tirar do foco, seja em qual área da sua vida for, mas o grande diferencial é que elas nunca serão tão persistentes quanto você. A batalha é árdua, eu sei, mas quando nos empenhamos os resultados compensam nossas privações. Quer seja contra a obesidade, quer seja contra qualquer outra dificuldade na vida. A superação exige de nós renúncias. Então eu pergunto: Renunciar a si mesmo e a seu bem estar ou renunciar aquilo o que te faz mal? A partir do momento em que você conseguir se enxergar com olhos de amor próprio vai saber que fazer esta escolha não é tão difícil. Escolha sempre você e seu bem estar físico e emocional. Viver bem é uma obrigação. Beijos a todos!



Assinem meu perfil no Facebook AQUI e saibam mais sobe meu dia a dia e meus hábitos. Vamos trocar experiências e lutar juntos nesta causa.

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Como engordei e eliminei quase 40Kg - Parte 3 (Princípio de AVC)

Fazendo uma retrospectiva da minha história:

Como o cigarro, as bebidas, as farras e a irresponsabilidade alimentar me tranformaram em uma mulher obesa, sem autoestima e sem esperanças AQUI

Como o casamento me fez bem e mal ao mesmo tempo. Bem por me permitir amar e ser amada pela primeira vez na vida, ruim porque nosso amor era alimetado por filmes, guloseimas, músicas e muito sexo  AQUI

Hoje vou falar do dia em que decidi mudar de vida. O dia em que eu tive um princípio de AVC.
Era comum em mim as dores na coluna e a falta de ar. Até ir à feira pertinho da minha casa era um sacrifício. Ficava ofegante, com fortes dores na coluna e quase sem ar. Era preciso sentar algumas vezes pelas calçadas para poder retomar o fôlego. Sem contar as dores intermináveis nas pernas e a dificuldade para calçar um sapato de salto. Eu estava me destruindo. Sim, eu mesma, pois eu não tinha nenhum problema de saúde, ou influência genética que estivesse alimentando minha obesidade. Quem a alimentava era eu mesma com a compulsão alimentar. Comia até sem sentir fome ... comia até passar mal. Comia com vontade de explodir.
Foi em meio a todo esse desespero que um dia, sozinha em casa, eu senti meus mebros inferiores faltarem. Tontura, secura na boca e uma falta de ar insuportável. Comecei a pedir a Deus que me livrasse daquele mal, que não me deixasse morrer. Dali por diante minha vida mudaria. Graças a Deus a única sequela foi minha perna direita que ficou adormecida durante quase 3 meses, mas com as drenagens e o uso do medicamento voltou ao normal.
No dia seguinte fui fazer os exames recomendados pelo médico e pasmem: eu estava com minha glicemia 138mg/dl, ou seja, no estágio de pré-diabetes. Levando em consideração que meu pai é cardíaco, minha mãe diabética e meus avós paternos e maternos morreram dpor causa destas doenças, era algo muito preocupante. Pior foi ouvir do médico que nem os pacientes dele de 60 anos levavam aqueles resultados de exames. Eu jurava que ele me passaria algum remedinho, mas ele foi enfático ao afirmar que, meu remédio era fechar a boca e praticar atividades físicas se eu quisesse ver meus filhos adultos. Eu tinha 28 anos e tanto na aparência quanto internamente eu parecia uma idosa sem saúde ... sem vida. O médico endocrinologista me intimou a perder 40kg em um ano. Disse que remédios, cirurgias e dietas não seriam a solução. Eu precisaria adquirir novos hábitos alimentares aos poucos e começar fazendo caminhadas, pois os excesso de peso não me permitira ainda entrar em uma academia. Ele recomendou que eu perdesse inicialmente10Kg para normalizar minha taxa glicêmica e poder voltar à academia. Fui encaminhada ao cardiologista antes de sair do sedentarismo. Precisava ir com calma. Saí do consultório me sentindo uma fracassada inútil. Quando eu imaginava ter que perder 40Kg pensava ser impossível. Neste dia tive vontade de chegar em casa e comer até explodir. Queria morrer. Fiquei deprimida. O pior de tudo isso é que meu marido nunca mudou em nada comigo, na verdade, eu é que mudei, pois já não conseguia fazer amor da mesma forma com meu marido, pois qualquer movimento era suficiente para eu sentir falta de ar e dores no corpo. Na verdade, ele nunca disse se quer que eu precisava emagrecer. Todos podiam dizer que eu estava gorda e doente, ele não dizendo para mim era o que importava. Me acomodei e cheguei a este nível. No dia seguinte fui ao cardiologista fazer os exames que faltavam e também tive o mesmo diagnóstico: ou você emagrece, ou você morre antes dos 40. Isso foi dia 21/10/2011 Dormi me sentindo uma fracassada e acordei determinada a não ser mais motivo de chacota para mim mesma e para os outros. Depois daquele dia, minha vida nunca mais foi a mesma. Dia 22/10/2011 minha vida começou a mudar ...

Apta às atividades físicas moderadas: caminhadas. Marco inicial da minha nova vida: 22/10/2011

Na próxima postagem falarei de como foi o outro dia depois dos exames finais.O dia em que a vida começou a ficar melhor. Se quiserem acompanhar mais sobre mim e meu dia a dia é só assinar meu perfil no facebook AQUI

De volta à realidade.

Feriado prolongado acabou e apesar de todas as comilanças lá no sítio, eu consegui sair intacta. Comemos apenas peixes, peru e carne de porco. Apenas carne branca e muita saldinha. Hummmmm. Voltei do feriado bem disposta e sem peso na consciência. tem coisa melhor que isso? Tem não.
Segunda é dia de treino, e hoje deixo para vocês esta receitinha deliciosa que costumo fazer sempre que chego da academia: Saladinha com peito de frango grelhado. É sagrado!


Peito de Frango
  • Alho
  • Vinagre
  • Pimenta do reino
  • Pimenta de cheiro
  • Manjericão desidratado
Lavar bem o peito de frango e escaldar. Depois, colocar todos os temperos indicados e deixar por no mínimo 1 hora, ou de um dia para o outro. depois é so grelhar na brasa ou no grill. Fica delicioso e com um cheirinho maravilhoso de manjericão.

Para a salada
  • Acelga picada
  • Repolho roxo picado
  • Cenoura crua ralada
  • Maçã cortada em cubos
  • Uvas verdes cortadas ao meio
  • Presunto de peru ligth picado
  • 1 colher de sopa de Maionese light

Misturar todos os ingredientes e servir em seguida. Uma delícia!

Em breve postarei mais receitinhas saborosas e ligths por aqui. Fiquem atentos! Se quiserem ver dicas antigas e outras que não são publicadas aqui no blog. assinem meu perfil no Facebook AQUI