"As declarações contidas neste blog possuem caráter informativo. Consulte um profissional para uma alimentação individualizada e exercícios físicos adequados. Todos os comentários deste blog são respondidos no próprio blog e apenas a postagem mais recentes podem receber comentários. Sejam bem vindos, obrigada pelo carinho e voltem sempre"!

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

5ª evolução e algumas considerações sobre a obesidade: Falsa auto aceitação!

Olá pessoal! Todos firmes e fortes em seus objetivos? Espero que sim, pois eu continuo com sede de chegar além. Quanto mais eu consigo, mais eu acredito que posso conseguir. Ver a admiração e o entusiasmo das pessoas com os meus resultados é realmente uma delícia, mas o que mais compensa é saber que estou novalmente saudável e de bem comigo mesma. Auto estima lá em cima. Tenho recebido muitas mensagens no Facebook de pessoas que tem enfrentado diversos problemas por causa da obesidade. A maior queixa é a falta de força de vontade para dar o primeiro passo, ou se já deram início, lhes falta entusiasmo para ir mais além. Muitas vezes o desestímulo ocorre quando a pessoa não está conseguindo perder peso e passa a se culpar por isso e como conforto desconta essa frustração na comida. Eu também já passei por isso e sei exatamente o que está se passando em uma cabecinha dessas e a angústia que sentimos quando não conseguimos enfrentar esta dificuldade. Tenho tentado ajudar da melhor forma possível, pena que eu não seja uma profissional nma área de saúde e estética para poder fazer algumas recomendações, portanto, o que posso fazer é apenas incentivar e partilhar minha história, meus hábitos, meus progressos ... porque os resultados obtidos através da combinação de treinos e cardápio pode variar de um organismo para o outro, mas uma coisa é certa: substituições saudáveis, cortar frituras, doces e comer 6x por dia em pequenas porções a cada 3 horas e pelo menos 1 hora de atividade aeróbica por dia, já garantem excelentes resultados. Eu aconselho sempre fazer um esforço e procurar um profissional que estará mais respaldado para indicar  a melhor alimentação e o melhor treino. Nada de dietas altamente restritivas, medicamentos, ou outros. Geralmente os médicos fazem todas as tentativas saudáveis para que um paciente perca peso. Cirurgias e medicamentos são um caso extremo e eu aconselho a todos tentarem reeducar seus hábitos alimentares e incluir uma atividade física em sua rotina diária. Até mesmos os resultados obtidos através de cirurgias e remédios exigem novos hábitos para que sejam mantidos, ou você acaba ganhando o dobro de peso que perdeu. Tenho um propósito através deste blog o qual já estou concretizando, mas eu quero ir mais longe. Sei muito bem como se sente uma pessoa que está acima do peso, principalmente nós mulheres, super vaidosas. Eu nãoengulo a afirmativa: "sou gordinha e sou feliz". Não sou por causa da estética, mas não acredito que uma pessoa "doente", pois obesidade é doença, sinta-se feliz em estar doente.
5ª evolução. Final do 4º mês de treinos + R.A
Estou definitivamente me livrando da obesidade, e sinceramente, não tenho nenhuma saudade da vida sedentária e desregrada que eu levava. Nunca fui e jamais serei a favor dessa falsa auto aceitação que pregam por aí. Temos que nos amar sim, amar tanto a ponto de sermos capazes de lutar contra essa doença silenciosa que nos deforma não só esteticamente, mas que debilita nossa saúde e que também maltrata nosso bem estar emocional. Hoje, a obesidade mata cerca de 5 milhões de pessoas por ano em todo o mundo. Um número que cresce cada dia mais. Aceite a pessoa linda que há dentro de você. Aceite sua personalidade ... seus defeitos e qualidades. Estar gordo não é defeito; mas além de ser constrangedor, estar gordo é uma doença. Não precisa ser definitivo, basta que você não se conforme. É difícil, eu sei, mas não é impossível. Não aceite ser derrotado por este mal. Diga não à obesidade!

4 comentários:

  1. marcelia... gostaria de saber de vc uma coisa.. sou mae de 2 bebes.. e minha barriga ficou flacida e com estrias. sera que se começar a fazer atividade fisica vai amenizar isso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida, eu também tive dois filhos, o mais velho com 12 e o menor com 9 e também fiquei com estrias e flacidez muscular abaixo do umbigo. depois que perdi peso então, ficou bem mais flácido. Quanto às estrias, parece que já existe tratamentos estéticos que amenizam bastante dependendo do tempo em que elas se formaram. Sei também que quando se faz abdominoplastia, elas geralmente somem, pois vão junto com o excesso de pele retirado. Mas posso garantir a você que, duranmte esse quase um ano de atividades físicas e reeducação alimentar, minha barriga ,melhorou visivelmente. Até a parte mais flácida está melhor. Mas as estrias não somem com atividade física, isso é certo. Mas é claro que farei uma abdominoplastia em breve, pois ainda pretendo ter filhos. Olha esse link interessante sobre o assunto

      http://www.sidneyrezende.com/noticia/3583+saude+o+que+fazer+com+flacidez+e+estrias+depois+da+gravidez

      Beijos e até a próxima. Obrigada pelo carinho

      Eliminar
  2. assino embaixo.... acho terrível essa coisa de se amar como é não cola pra mim.. beijosss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. nanda, nem pra mim. Quero mais é melhorar cada dia mais. Beijos

      Eliminar